Alimentação – arte?

July 8th, 2013 por

Do latim Nutrire deriva a palavra nutrir, que por sua vez significa alimentar ou  sustentar. A Nutrice  (correspondência latina de nutriz),  aquela que nutre, é a representatividade maior da importância de  alimentação segura e saudável. A mãe que alimenta no seio as suas crias, o faz no intuito de oferecer à prole o que de melhor há em termos de alimento. De sorte que,  desde o período neonatal existe  grande preocupação com a nutrição de um indivíduo. Todavia, com o decorrer dos anos e a  vida agitada do cotidiano, o ser humano parece ter se esquecido deste aspecto tão fundamental na manutenção de sua sobrevida.

Várias ciências têm estudado o papel da nutrição na história evolutiva do ser humano. Por meio de pinturas e gravuras, os antropologistas podem sugerir quais foram os hábitos alimentares de povos antigos. A Última Ceia de Cristo, de Leonardo da Vinci,  retrata de forma significativa e bela, o papel das refeições no dia a dia religioso. Até hoje, é ao início de uma refeição que muitos  agradecem a Deus o pão de cada dia.

É indubitável que a cultura de cada povo, associada a fatores ambientais,  representa influência importante nos hábitos alimentares. Assim, não é de se estranhar que uns comam peixe crú e outros achem esta prática absolutamente abominável. Mas será que podemos dizer que alimentação é arte?

Biólogos, historiadores, nutricionistas, médicos, pesquisadores e tantos outros profissionais têm estudado o assunto, uns de forma absolutamente profissional e científica, outros com o foco voltado para o hedonismo. Por outro lado, a cada dia encontra-se na literatura leiga, mais temas envolvendo a nutrição. Infelizmente, nem sempre o que está disponível para ser lido retrata a verdadeira realidade e importância desta arte. E porquê chamá-la de ARTE?

Nada mais razoável defini-la a  como tal, pois  além de ser fundamental para a manutenção da vida, o adequado preparo e  a criação de diferentes opções envolve  não só conhecimento amplo  mas também imaginação e habilidade .

Contudo,   posição cautelosa deve ser vislumbrada, perante as possibilidades de ser a alimentação a única solução para  prevenção, cura e até mesmo causa de doenças. Certamente, há  associação,  mas generalizar o assunto é deveras simplista para algo complexo. Porém, a prática da boa alimentação deverá ser estimulada e orientada! Sim, é possível comer bem e de forma saudável ao contrário do que a realidade do cotidiano vem impondo: a necessidade de ser prática e rápida, sem contudo pensar nas qualidades de  refeições corretas e balanceadas. Voilá…..comer é também uma arte!

Deixe um Comentário

Seu email não será publicado.

*

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *