Noni, a fruta milagrosa? Será???? Nãooooooooo……cuidado!!!

August 15th, 2014 por

Esta semana, uma jornalista quis fazer entrevista comigo sobre “uma frutinha que está na moda”.

Assim foi o contato inicial pela busca de respostas para a tal frutinha, que ela (jornalista) gostaria de fazer a matéria, uma vez que havia encontrado muita informação sobre a importância da mesma.

Aceitei o convite, ainda que não tivesse nenhuma experiência pessoal com o NONI. Mas o fiz, pois gostaria que as informações que aviltam na internet sobre esta fruta, com ofertas e alusões milagrosas, pudessem ser entendidas, no momento atual,  como apenas fruto do  enorme poder do marketing existente nos meios de comunicação.

Seria tão fantástico que esse poder de divulgação, liderado por um mercado de milhões de dólares, fosse tão eficiente e rápido na área das Ciências da Saúde, como um todo. Em especial, destaco que seria fenomenal se entre meus colegas cirurgiões, que tanto relutam em aceitar a importância da nutrição no paciente cirúrgico, esse “marketing poderoso” pudesse lograr mudança de paradigmas (um dia falarei sobre isto).

Mas vamos lá ao Noni!

Cientificamente denominada Morinda citrifolia, cujos compenentes bioativos são a escopoletina e a rutina, é fruta originária da Ásia e tem sido difundida, ultimamente, como a milagrosa tendo mil e um poderes. Ao digitar no GoogleÒ a palavra “Noni” conseguimos resgatar mais de seis milhões de citações, em apenas 20 segundos. Por outro lado, se pesquisarmos no Pubmed, base de dados científica, o número cai para algo em torno de duzentas menções. Assim, qualquer pessoa com senso crítico mínimo já identificaria, aqui, o primeiro problema com essa frutinha: discrepância de valores! De sorte, que não me deixo encantar com a influencia da internet e, vou em  busca da correta informação científica.

Depois de muito ler, encontrei referencias que possam justificar benefícios associados aos dois componentes mais importantes, a escopoletina e a rutina. A primeiro da família dos cumarínicos e a segunda dos flavonoides.

Dentre os estudos experimentais, in vitro ou com animais, especialmente ratos e camundongos, tem se avaliado o efeito imunoestimulador (1) e antialérgico (algo paradoxal, no sentido, que a supressão ou ativação do sistema imunológico estão envolvidos, sendo vias, digamos, similares e ao mesmo tempo tão diferentes ações) (2). Ademais, tem sido estudada como anti-fúngica (3), assim como teria potencial ação anti-tumoral (4), anti-depressiva e calmante (5), além de antiinflamatória no tratamento da infecção pelo Helicobater pylori (6). Ou seja, enorme pletora de ações, contudo, sem nenhum estudo clínico, seja observacional ou randomizado. Mas, para piorar, vários relatos de casos em HUMANOS vítimas de hepatites agudas associadas ao uso do Noni têm sido publicados, além de um caso de persistência de potássio alto, em paciente com insuficiência renal (7-14).

Por tanto, recomendo aos menos prevenidos que prestem mais atenção às informações corretas ao invés de somente serem persuadidos pelo marketing poderoso sobre os fictícios  poderes milagrosos do Noni.

A ciência vive em constante movimento, logo, pode ser que daqui a uns tempos este texto precise ser alterado. No entanto, neste momento, em suma, não se deve em HIPÓTESE alguma fazer consumo exagerado desta fruta. E o que é exagerado? Não sei!  A literatura não conseguiu ainda definir isto, o que aponta para mais uma razão em indicar cautela no consumo do Noni.

Pronto, aí está o que eu disse à jornalista, agora exposto por mimzinha………

Referências

1.         Nayak S, Mengi S. Immunostimulant activity of noni (Morinda citrifolia) on T and B lymphocytes. Pharm Biol. 2010;48(7):724-31.

2.         Murata K, Abe Y, Shinohara K, Futamura-Masuda M, Uwaya A, Isami F, et al. Anti-allergic activity of the Morinda citrifolia extract and its constituents. Pharmacognosy Res. 2014;6(3):260-5.

3.         Barani K, Manipal S, Prabu D, Ahmed A, Adusumilli P, Jeevika C. Anti-fungal activity of Morinda citrifolia (noni) extracts against Candida albicans: An in vitro study. Indian J Dent Res. 2014;25(2):188-90.

4.         Nualsanit T, Rojanapanthu P, Gritsanapan W, Lee SH, Lawson D, Baek SJ. Damnacanthal, a noni component, exhibits antitumorigenic activity in human colorectal cancer cells. J Nutr Biochem. 2012;23(8):915-23.

5.         Kannan S, Manickam S, RajaMohammed MA. Anxiolytic, sedative, and hypnotic activities of aqueous extract of Morinda citrifolia fruit. J Ayurveda Integr Med. 2014;5(2):73-5.

6.         Huang HL, Ko CH, Yan YY, Wang CK. Antiadhesion and anti-inflammation effects of noni (Morinda citrifolia) fruit extracts on AGS cells during Helicobacter pylori infection. J Agric Food Chem. 2014;62(11):2374-83.

7.         Greene JH. Persistent hyperkalemia? Maybe it’s the Noni juice, not the orange juice. Nephrol News Issues. 2013;27(7):18-9.

8.         Yuce B, Gulberg V, Diebold J, Gerbes AL. Hepatitis induced by Noni juice from Morinda citrifolia: a rare cause of hepatotoxicity or the tip of the iceberg? Digestion. 2006;73(2-3):167-70.

9.         West BJ, Su CX, Jensen CJ. Hepatotoxicity and subchronic toxicity tests of Morinda citrifolia (noni) fruit. J Toxicol Sci. 2009;34(5):581-5.

10.       Waldman W, Piotrowicz G, Sein Anand J. [Hepatoxic effect of a noni juice consumption–a case report]. Przegl Lek. 2013;70(8):690-2.

11.       Stadlbauer V, Fickert P, Lackner C, Schmerlaib J, Krisper P, Trauner M, et al. Hepatotoxicity of NONI juice: report of two cases. World J Gastroenterol. 2005;11(30):4758-60.

12.       Mrzljak A, Kosuta I, Skrtic A, Kanizaj TF, Vrhovac R. Drug-Induced Liver Injury Associated with Noni (Morinda citrifolia) Juice and Phenobarbital. Case Rep Gastroenterol. 2013;7(1):19-24.

13.       Millonig G, Stadlmann S, Vogel W. Herbal hepatotoxicity: acute hepatitis caused by a Noni preparation (Morinda citrifolia). Eur J Gastroenterol Hepatol. 2005;17(4):445-7.

14.       Jiménez-Encarnación E, Ríos G, Muñoz-Mirabal A, Vilá LM. Euforia-induced acute hepatitis in a patient with scleroderma. BMJ Case Rep. 2012;2012.

 

1 comentário para Noni, a fruta milagrosa? Será???? Nãooooooooo……cuidado!!!

  1. Rafaelly comentou:

    Ótimo professora, já me argumentaram sobre o Noni e não soube responder… agora já sei!!! Posso compartilhar no Instagran?

Deixe um Comentário

Seu email não será publicado.

*

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *