Elucubrações suplementares……kkkkkk

July 26th, 2014 por

“Ué prof, afinal você usa suplementos? Que coisa……”

Respondo: “sim, também uso suplementos, assim como, vou ao McDonald’s e ao Pizza Hut etc etc etc”.

Ou seja, a resposta é absolutamente compatível com esta pessoa que vos escreve agora. Afinal,  quem me conhece,  sabe que advogo, com base fundamentada cientificamente (ai, me desculpem, mas passei o dia a ensinar e a discutir sobre o tal do método científico) que “pecado capital, não é porque Adão e Eva comeram a maçã. Fruto proibido??? Claro que não! Mas porque ingeriram o fruto do conhecimento e, esse sim, é a causa do pecado!”. Em suma, não existe o tal do “fruto” ou melhor do alimento proibido!

Mas voltemos ao começo! Sim, uso tudo o que citei acima! Contudo,  a resposta seria incompleta, não justificasse eu as circunstâncias em que o faço. Então, ilustremos cronologicamente (de novo, o tal do método científico aflora) do mais fácil ao mais complexo, usando justificativas:

–        McDonald’s – melhores batatas fritas do mundo e, como gosto! Frequência de ingestão? Talvez, umas três vezes ao ano. Sensação maravilhosa, porque como disse adooorooooo;

–         Pizza Hut – pizza de massa grossa. Não que seja a favorita, mas traz-me memórias indeléveis da minha família americana, que tanto contribuiu com a minha formação e, que infelizmente, alguns membros já partiram para outro universo. Frequência de ingestão? Uma vez ao ano e, olhe lá. Sensação muito boa, pois a vida é feita de memórias;

–          Suplementos – hum……por necessidade!  Explico, quando se sai para uma trilha de bicicleta ou a pé, cuja previsão de atividade é superior a três horas, é salutar suprir o organismo com boa hidratação e nutrientes. É o que faço: a água vai geladinha na mochila própria (leram? Água), acompanhada de frutas frescas (uma ou duas), nozes variadas  e frutas secas. Mas, se a atividade se prolonga por tempo maior, há necessidade de repor mais energias, Isso, obviamente, poderia ser feito com os mesmos alimentos. Contudo, o espaço na mochila é limitado, o que pode ser compensado por tamanho superior, mas o problema “peso” é algo que tem que ser levado em conta. Logo, os suplementos, compactos, ricos em energia e proteína suprirão essa realidade.  Frequência – uma vez por semana, ou excepcionalmente, duas vezes. Sensação moderada, já que apenas supre a necessidade. Afinal, do ponto de vista de prazer,  nenhum, já que  eu gosto mesmo é de comer comida!

De sorte que não estranhe se me vir a ingerir suplementos. Não tenho nada contra os mesmos! Apenas penso que raramente precisam ser usados por alguém que como eu é eventual praticante de exercícios com longo tempo de duração. Todas as necessidades de energia, proteínas, vitaminas e minerais são alcançadas por meio da dieta balanceada. Essa é rotineiramente usada de segunda a sexta e, entremeada por  variações, nas eventuais buscas pelo hedonismo, seja pelo puro prazer, seja pela lembrança que os sabores me remetem.

Abaixo a ditadura do apenas e somente  “nutricionalmente correto”! Ah……último comentário no dia de hoje (estou com fome e sono, por isso preciso ir):  a crença de que “isto ou aquilo” irá modelar a composição corporal….afe, jamais existiu esse conceito no meu dicionário de vida! Não e não e não!

Mas,  nem por isso e, apesar da idade, que já não é das mais tenras, a minha composição corporal faz-me lastimar! Basta mirar….e, sim, tenho orgulho!

Image-1

 

Deixe um Comentário

Seu email não será publicado.

*

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *