Avaliar…..

May 27th, 2014 por

Avaliar, fazer um julgamento, ou ainda, o processo que visa verificar a aquisição de competências e habilidades em determinada área do conhecimento ou do campo laboral. Avaliar tem sempre em vista o processo de melhoria contínua. Mais ainda, avaliar é realizar verificações periódicas para saber o grau de retenção de conhecimentos por parte de estudantes ou profissionais.

Como professora tenho que avaliar estudantes, mas não só. Também tenho que avaliar meus filhos e uma série e de outras atitudes ou premissas, pois assim é a vida. Segundo Luckesi1, para que se avalie, há que se acolher, ou seja, o ponto de partida para qualquer prática de avaliação inicia-se no acolhimento. Ainda, de acordo com este autor, trata-se de um estado psicológico oposto ao estado de exclusão e assim, o ato de avaliar perpassa uma disposição acolhedora a partir da qual se qualifica algo (pessoa, objeto, ação), objetivando tomar uma decisão sobre o avaliado.

E porque discurso eu sobre a avaliação? Essencialmente, como ser humano pensante e inquieta, deparo-me constantemente com o acolher e o avaliar, para tomar condutas ou mesmo classificar algo. Contudo, até então não havia de fato, parado para analisar, ou melhor, avaliar o significado desta ação. Na verdade, no meu esperado ato profissional de avaliar como professora, sempre fui crítica sobre a forma como nós temos para avaliar habilidades e competências. Contudo, hoje, ao deparar-me com a situação que relato a seguir, parei, pensei e escrevo….

“Título da mensagem – Notas da…..   Boa noite Isabel, Acho que as notas foram lançadas, né? A nota individual que você me deu  foi 17? Me desculpe por te perturbar com isso, mas é porque realmente achava que tiraria total, já que enviei todos os trabalhos, no prazo combinado e, faltei uma vez apenas nas nossas discussões. Você poderia me falar em que eu não me saí muito bem?”

Será que enviar todos os trabalhos e estar presente em todas as discussões obrigatoriamente têm que garantir 100% da nota? Em nenhum momento, fui questionada sobre habilidades e competências, muito menos sobre qualidade de tudo. Mais ainda, de forma não hierarquizada, sou abordada no meu horário de suposto descanso sobre atos profissionais. É realmente de se pedir “desculpas”!

Por outro lado, hoje,  discutindo com um grupo de estudantes sobre a interpretação deles do que seria o ato de avaliar, recebo enorme quantidade de informações que só não me chocaram, porque nada mais me surpreende. Passo a alguns relatos: “Professora, você acredita que a professor tal tirou x pontos por cada falta?”.

Respondo de imediato “mas isso não é permitido, pois as diretrizes curriculares nacionais não contemplam essa possibilidade”.  Aliás, com toda a razão, afinal competência não tem relação com presenças, uma vez que por lei, há a permissão para 25% de ausências.

“Professora, imagina uma prova, na qual se pergunta o pé de página e não o que um médico generalista deve saber ou cujo questionamento é controverso, como por exemplo um tema em que dois professores deram indicações diferentes”.

Contra-argumento que realmente isso é muito complicado, já que a prova não pode ser excludente, mas sim, educativa.

Em suma, avaliar é muito difícil, mas há, com certeza, um meio termo que deve ser adoptado: o avaliador deverá ser sensato, acolher e cobrar apenas aquilo que seja de aplicabilidade prática. Por outro lado,  o avaliado não deve assumir que,  somente pelo fato de estar presente ou fazer as tarefas, isso garantir-lhe-á a excelência da nota.

Está tudo muito deturpado e, que caminho quero eu seguir? Elucidar ou desistir?

Referência: 1 – Luckesi CC. O que é mesmo o ato de avaliar a aprendizagem?  At: https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/2511.pdf

Deixe um comentário

Coisas da tal Lusofonia…..

May 21st, 2014 por

É tão GIRO pensar nas diferenças da língua portuguesa, que às vezes, pergunto-me: afinal estamos mesmo a falar Português? Por isso, hoje, dedico este “post” (ops, nada lusófono) a esta língua maravilhosa que tem palavras únicas como “saudade”. Nada melhor para[…]
Leia o post completo…

1 Comentário

E lá se foi mais um……

May 15th, 2014 por

Um misto de tristeza e, ao mesmo tempo, de sei lá o que! Tenho que admitir que ontem ao ver o final do jogo do Cruzeiro,  em que esse foi eliminado da Libertadores, vivenciei dúbia sensação que viajou da tristeza à[…]
Leia o post completo…

Deixe um comentário

Olha aí esta receitinha…..

May 12th, 2014 por

Olha aí esta receitinha…..ficou tão boa que tenho que compartilhar e já, pois senão, como sempre me esqueço e nunca mais vou fazer algo igual! Mas vale primeiro contar a historinha da dita receita! Depois de uma hora de atividade[…]
Leia o post completo…

Deixe um comentário