Dor abdominal a esclarecer (2) – como examinar?

October 3rd, 2011 por

a) Faça o exame físico dirigido para a enfermidade

Considerando que você é o médico de plantão no pronto socorro e tem que ser objetivo, sabendo que a doente era previamente hígida, deverá sumariamente examinar todos os sistemas, prestando atenção essencialmente à frequência cardíaca, à pressão arterial e à frequência respiratória, passando objetivamente a examinar a região abdominal. Neste sentido, o exame físico de paciente com dor abdominal aguda, deverá seguir a seguinte ordem:

– Inspeção: há cicatrizes? Há distensão abdominal? Há alterações da parede abdominal? A respiração é essencialmente torácica?

– Ausculta: este seria o próximo passo, mas em ambulatório de urgência, onde os ruídos externos predominam, associado ao curto tempo para se dispensar a cada paciente, esta etapa do exame, considerando a anamnese da paciente, que de antemão sugere quadro de provável etiologia biliar, poderá ser dispensada;

– Percussão: fundamental antes do próximo passo, pois nesta etapa avalia-se a presença ou não de possível irritação peritoneal. Sempre deve ser iniciada longe do local onde o paciente refere dor máxima e terminar nesse ponto. A presença de dor à percussão sugere irritação do peritónio parietal, peritonite;

– Palpação: deve ser suave, pois em quadro agudo, com dor, essa não pode causar mais incomodo ao paciente. Serve essencialmente para fornecer dados que contribuam para o diagnóstico e deve, obrigatoriamente, começar longe do ponto de dor. Neste caso, cuja suspeita clínica é de colecistite, após a palpação convencional, pede-se ao doente para inspirar, enquanto suavemente se apalpa a região abaixo do rebordo costal. Caso o doente interrompa o movimento inspiratório, este sinal chamado de Murphy, corrobora a hipótese diagnóstica de colecistite aguda. Contudo, deve-se ressaltar que a ausência do mesmo, não afasta esse diagnóstico. E  o tal sinal de descompressão brusca dolorosa (Blumberg)? Bem, esse literalmente, sou contra, pois a anamnese adequada, seguida das etapas do exame físico apontadas, serão, quase que invariavelmente suficientes para dar o diagnóstico de irritação peritoneal, sem causar tanta dor ao paciente (imagine-se na situação do enfermo).

b)Formule a hipótese diagnóstica com base na história

Bem, já dei a dica durante a descrição de como fazer o exame físico de que a história clínica desta paciente aponta para colecistite aguda. Justifiquemos então:

– Sexo feminino, 46 anos (em inglês seria female, fourty, faltando o fat, para completar a doença dos três fs);

– Dor em cólica, após refeição gordurosa, seguida por dor contínua que dura mais de seis horas, com localização no andar superior, acompanhada de vômitos com restos alimentares. A presença de febre corrobora o processo infeccioso, logo hipótese diagnóstica: colecistite aguda!

Exame complementar que selaria o diagnóstico: ultrassonografia abdominal.

 

Deixe um comentário

Vamos visitar a página do projeto Acerto!!!!

October 2nd, 2011 por

Pessoal, vamos começar a organizar as malas para Cuiabá, Março, 2012, Projeto Acerto! Para todos aqueles que querem estar atualizadíssimos no que há de melhor no cuidado perioperatório do paciente cirúrgico este é o evento! Organizem-se! Estaremos lá! http://www.facebook.com/pages/Projeto-Acerto/244800565557748

Deixe um comentário

Dor abdominal a esclarecer (1)

por

Cenário Você é um médico de plantão no pronto socorro de um hospital terciário e atende paciente com o seguinte quadro: Paciente sexo feminino, 46 anos,  com história de dor abdominal em cólica iniciada há cerca de 24 horas, após[…]
Leia o post completo…

Deixe um comentário

Viajando pelo mundo

October 1st, 2011 por

Nesta parte do blog, disponibilizarei impressões sobre lugares que visitei, sugestões do que fazer, o que e  onde comer, entre outras coisitas. Nada de mais….. apenas algo para ocupar o tempo nos aeroportos e assim, poder compartilhar ideias com os[…]
Leia o post completo…

1 Comentário

Aprendendo on line

por

Gosto de escrever, adoro transmitir conhecimentos e há muito que o faço em aulas, livros, capítulos de livros ou trabalhos em revistas. Contudo, por uma questão de direitos autorais não  posso divulgar a maioria. Por isso, decidi que a partir[…]
Leia o post completo…

Deixe um comentário

Novidades

por

Estou cheia de novidades…..isto porque como todos os que me conhecem, sabem que  não faço nada na vida……kkkkkkk, então, não bastasse ser esposa, mãe, médica, professora, pesquisadora…..agora inventei ser empresária/chef/cozinheira….. Em breve, poderão encontrar-me, depois do meu horário de expediente[…]
Leia o post completo…

1 Comentário